Ultimas Notícias

10 novembro 2019

COM GESTÃO EFICIENTE SEGUNDO DADOS DA FIRJAN, ITALVA SE DESTACA NO NOROESTE FLUMINENSE

A Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) divulgou esta semana os índices de gestão fiscal dos municípios da região Noroeste Fluminense. Na avaliação, 80% das cidades apresentam situação fiscal difícil ou crítica. Itaperuna por exemplo, maior município da região, apresentou gestão fiscal crítica, principalmente devido aos baixos investimentos e alto comprometimento do orçamento com folha de salários.

Italva se destacou pela boa situação fiscal, com nota máxima no IFGF Liquidez e boa gestão no IFGF Autonomia e no IFGF Gastos com Pessoal. O município administrado pela Prefeita Margareth Soares tem se destacado na região com controle de gastos e boa administração fiscal. Todos as demais cidades, com exceção de São José de Ubá, tiveram desempenho ruim.

O IFGF avaliou todos os municípios que declararam as contas até a data limite prevista em lei e estavam com os dados consistentes. No estado do Rio de Janeiro, das 92 cidades, foram analisadas 79, onde vivem 15,7 milhões de pessoas. Os números mostram que apenas duas prefeituras da região Noroeste Fluminense apresentaram boa gestão fiscal, Italva e São José de Ubá.

Prefeita de Italva Margareth Soares
Para a prefeita de Italva Margareth Soares, essa avaliação positiva de Italva é fruto de um trabalho sério e consistente, sem mágica, mas com austeridade com as contas públicas. “Sabemos que gerir o recurso público é muito difícil. É preciso ter cautela e principalmente comprometimento com o coletivo. Temos honrado nossos compromissos regularmente e o resultado está aí. Somente dois municípios foram avaliados positivamente e um deles é Italva. Isso mostra que estamos no caminho certo”, disse a prefeita.

Segundo ela, Italva hoje é um dos poucos municípios que vem conseguindo quitar sua folha salarial de forma antecipada, pagar fornecedores e ainda manter saldo positivo, tudo isso sem prejudicar os serviços prestados à população.