HISTÓRICO DE ITALVA

As primeiras referências de povoação nesta região datam de 1870, quando aventureiros e exploradores por aqui passaram e encontraram, como até hoje ocorre, terra fértil e ainda rica em minerais.

Seu primeiro nome foi Santo Antônio das Cachoeiras, oficializado por Lei Provincial de 06/11/1873. Por deliberação de 10/08/1891, foi classificado como Distrito de Campos dos Goytacazes. Mais tarde, teve o nome de Cachoeiras, e já em 06/01/1917, passou a chamar-se Cachoeiras do Muriaé, em homenagem às águas caudalosas do Rio Muriaé.

Segundo alguns, em 1930, para homenagear uma tradicional família do lugar, de sobrenome Monção, foi este nome instituído pela Lei Estadual de 29/12/1930. Outros já diziam que Monção referia-se a brisa leve, característica daquele pequeno povoado. Seu nome atual veio de uma sugestão de um humilde morador, Sr. Jacy Pereira de Oliveira, que uniu as palavras Tupis Guaranis Ita = pedra e Alva = branca, Italva, de forma que perpetua-se a homenagem ao valoroso mineral, o mámore, que desde então já aflorava mediante a exploração já desencadeada nestas terras.

Italva, apesar de tanta riquezas, não tinha sequer uma ponte, e as travessias sobre o rio Muriaé eram feitas de canoas de aluguel. Inclusive os minerais pesados eram transportados por uma grande barca atada a um cabo de aço preso nas duas margens do rio. Somente no final dos anos 1940 construiu-se a tão sonhada ponte que tem o nome do seu idealizador, Governador Edmundo de Macedo Soares.

Município descendente de grande miscigenação de raças como por exemplo sírios e libaneses, que nele se instalaram e perpetuaram parte de suas tradições, em especial a culinária, tornando o lugar conhecido nacionalmente como a 'Cidade do Kibe'.

A história do município é marcada por uma política emocionante. A fibra do povo italvense foi decisiva para a emancipação político-administrativa em 1986 por decreto assinado pelo então Governador Leonel de Moura Brizola no dia 12 de junho. 

Seu primeiro prefeito foi o Sr. Elcio Gomes da Silva, em um mandato tampão nos anos 1987 e 1988. O segundo prefeito foi o Sr. Eliel Almeida Ribeiro, de 1989 a 1992. O terceiro foi o Sr. Glycério Álvaro da Rocha, de 1993 a 1996. O quarto, novamente o Sr. Eliel Almeida Ribeiro, de 1997 a 2000. O Sr. Darli Ancelme governou em seguida de 2001 a 2008. Novamente Eliel Ribeiro assumiu em 2009, vindo a falecer 10 meses após tomar posse e então foi substituído por Joelson Soares, que permaneceu até 2012. Leonardo Guimarães foi prefeito de 2013 a 2016. Margareth Soares de 2017 a 2020. Neste período de Margareth, Claudiney Melo (12 dias) e Alcirlei Lima (10 meses) assumiram interinamente até que Leonardo Orato assumisse em 2021.


Brasão Oficial de Italva

Bandeira do Município


Hino oficial
Letra e Música: Francisco C. Delgado Gomes

És formosa, terra mui querida
És o meu seguro e doce lar
Tu me acolheste em teu seio
Devo a ti o meu desabrochar

Tu criaste seres valorosos
Que militam sem temor
No afã de conservar-te livre
Sendo cuidada com amor

Minha terra esplendorosa
Oh ! Italva meu amor !
Terra livre é gente livre
Tua vitória nos mostrou

Pedra Branca reluzente
Quero, pois, manter-te assim
Bela, Clara, refulgente
Sempre brilhando até o fim


As colunas que te alicerçam
E te firmam neste solo aqui
Vem do mármore e do cimento
Que esta rica terra faz fluir

Mas tesouros outros há aqui também
E que surgem sem cessar
São os peitos das gentes valentes
Que nesta terra vem lutar

FESTAS

2022

2019