Ultimas Notícias

26 agosto 2016

ESTIAGEM DEIXA O RIO MURIAÉ EM ESTADO CRÍTICO

O longo período de seca na região tem castigado os rios. Em Italva o Rio Muriaé, principal fonte de abastecimento do município, está praticamente seco. Por conta da cota baixa, em alguns pontos, onde tudo era coberto por água, agora só se vê areia e pedra. Ao que tudo indica, a falta de chuva vem agravando a situação, já que em fevereiro do ano passado, o “Italva em Foco” retratou o mesmo problema. Moradores antigos relataram ao site que não se lembravam de terem visto o Muriaé com o nível tão baixo. 
 
Nesta quarta (24/08), segundo o Corpo de Bombeiros do município, a cota do Muriaé era de 1,80 metro, sendo 2,20 metros o normal. Subcoordenador regional da Defesa Civil do Norte Fluminense, tenente-coronel Joelson Oliveira, disse que não é apenas o Muriaé que tem causado preocupação por causa do nível baixo, mas também os rios Pomba, Carangola, Itabapoana e Ururaí.
Ele disse que as cotas, muitas vezes, estão tão abaixo do normal que não têm sido possível realizar a medição por meio da régua. O problema, segundo ele, já começou a afetar o abastecimento de água em alguns municípios banhados pelos rios, como no distrito de Raposo, em Itaperuna. Há pelo menos quatro meses não chove na região, de acordo com Joelson. (Com informações do O Diário/NF) Fotos: Gilmar Sana