Ultimas Notícias

21 maio 2016

MORTES SÃO CONFIRMADAS POR RAIVA APÓS EXAMES

A Coordenadoria Regional de Defesa Agropecuária do Norte Fluminense, com sede em Campos, confirmou nesta sexta-feira (20/05), o surto de raiva de animal, em decorrência da morte de 21 animais, entre bovinos e equinos, desde o início do mês  na comunidade de Monjolo, em Conselheiro Josino, entre os municípios de Campos e Cardoso Moreira. 
  
Segundo o coordenador, Claudio Vilela, o resultado das amostras coletadas nos 21 animais deram positivo para todos os casos e todos os animais já morreram. “O laboratório da Pesagro em Niterói confirmou hoje (ontem) que os resultados colhidos em todos os animais deram positivos. Duas  pessoas que tiveram contato direto com esses animais já tomaram vacinas anti-rábicas na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Três Vendas,” informou Vilela.


Ele ainda alertou que é necessário os produtores rurais da região vacinarem os animais para que o surto da raiva não se prolifere na região. “É preciso que os produtores rurais mantenham os animais com a vacinação em dia. Esta é a única maneira de evitar o surto da doença e evitar a mortandade de animais, já que o surto pode avançar em direção ao distrito de Morro de Coco até a divisa do município de Cardoso Moreira. A Defesa Agropecuária está monitorando os casos”, falou Vilela, alertando que outros animais com os mesmos sintomas morreram na região nas últimas semanas e que os casos serão devidamente investigados. 


Doença - Os sintomas da raiva animal deixam os animais sem fome, sem sede e faz com que procurem lugar escuro. A presença do morcego pode ser evitada através de medidas simples: iluminando áreas externas às residências; colocando telas em janelas e aberturas; fechando passagens para porões, forros, sótãos ou outros cômodos pouco utilizados, onde morcegos possam se alojar. O maior surto da doença no Norte do Estado do Rio do Janeiro aconteceu entre os anos de 2005 e 2006, quando foi registrado a morte de mais de 300 animais. Fonte: O Diário