Ultimas Notícias

03 novembro 2015

JOVENS DE ITALVA INVESTEM DINHEIRO DE RESCISÕES TRABALHISTAS EM NOVOS EMPREENDIMENTOS


O desemprego, causado pela crise econômica que atinge o país, também chegou à Italva. Com ar de interior e comércio ativo, Italva tem cerca de 15 mil habitantes e muitos deles eram trabalhadores da área offshore, que também foram atingidos pelas demissões em massa que acontecem nestas empresas. E a alternativa encontrada por alguns destes jovens foi investir as indenizações recebidas em novos negócios.

Rafael de Souza Campell trabalhava há quase dez anos em empreiteiras nestas áreas, mas após perder o emprego – junto com outros 3 mil colegas – resolveu investir o dinheiro da rescisão e realizou o sonho antigo de abrir um comércio. "Foi um sonho que eu sempre tive. Eu consegui várias coisas trabalhando em outras cidades, mas sempre com a ideia na cabeça de retornar e conseguir um bom ganha-pão aqui na minha cidade. Eu consegui isso a partir de junho, quando eu fui demitido e tive um tempo maior para ficar aqui em Italva durante a semana. Então, fui conversando com alguns amigos e a gente foi pensando nas necessidades e no que a cidade estava carente", disse Rafael.

Assim como Rafael, o jovem Sirlei Rocha também resolveu usar o dinheiro da rescisão trabalhista para abrir um novo empreendimento na cidade. Ele foi demitido após trabalhar por quase dois anos embarcado e resolveu não esperar mais por uma nova oportunidade na área. Agora, Sirlei é dono do Bar Diretoria, que oferece bebidas e lanches. “Aproveitei a oportunidade e resolvi iniciar nesta área. Tenho um amigo que teve um comércio como este e eu pedi um apoio dele. Meu amigo então me ajudou, me encorajou e eu investi neste ramo", comemorou o novo empresário.

O caso de Wallace de Azevedo é diferente dos de Rafael e Sirlei. Ele é formado em Engenharia de Produção e trabalhava há seis anos em uma empresa que atua em Minas Gerais e no Pará. Wallace ficava meses longe de casa por causa do serviço e quando o pai pensou em desistir do bar – que está na família há 23 anos – Wallace resolveu voltar. E segundo ele, a decisão traz bons resultados. "Estou vendendo muito bem aqui e, com certeza, vou vender mais ainda. Quando eu estava empregado, eu ganhava bem mais. O problema é que a pressão era maior. Aqui a pressão é menor e eu sou o dono", concluiu Wallace.

DESEMPREGO
Assim como os jovens empreendedores de Italva, o desemprego também atinge muitos outros brasileiros. O índice que calcula o desemprego no país voltou a subir nos três meses até agosto e chegou a 8,7%. Com a situação econômica do país, negócios de vários segmentos enfrentam dificuldades e isso se tornou um divisor de águas na área empresarial, já que vários comércios fecham, enquanto outros novos são abertos. Fonte: Terceira Via - Foto: JTV