Ultimas Notícias

24 fevereiro 2021

CACHORRADA EM ITALVA CAUSA PREOCUPAÇÃO

De uns tempos para cá, moradores de Italva estão com a impressão de que aumentou consideravelmente a quantidade de cachorros na rua do município. Não é difícil uma rápida incursão pela cidade para se deparar com um solitário ou um grupo. Fazem 10 dias aproximadamente que nossa reportagem se deparou com uma matilha no Bairro Boa Vista, próximo a rodoviária, com aproximadamente 20 cães. Na foto acima, enviado por um leitor, o registro de um grupo com 12 próximo ao fórum.

Sem um tipo de controle através de políticas públicas específicas, a tendência é aumentar a população de cachorros de rua. “Aqui perto da minha casa uma cadela gerou 4 filhotes em uma casa abandonada. Conseguimos cuidar e arrumar adoção para todos, mas nem sempre é possível”, relata um morador da Saldanha da Gama. (continua)

Além dos problemas sofridos pelos próprios animais de rua, a população também pode ser afetada. Segundo a presidente da Comissão de Saúde Pública do Estado de São Paulo, Adriana Vieira, o contato direto com esses animais pode expor o indivíduo a riscos elevados de zoonoses, ou seja, de doenças que são transmissíveis aos seres humanos. “Outro risco desse animal é, estando arredio, acabar atacando. Sem falar de outros agravos ao ser humano como, por exemplo, os acidentes de trânsito, quando o motorista tenta desviar de um animal”, comenta. (CRMV/SP)

Além da possibilidade da transmissão de doenças, alguns cães perseguem ciclistas e motociclistas em alguns locais. “Tive que mudar a minha rota de costume, pois dois cachorros de rua se estabeleceram em um pedaço do caminho e sempre correm atrás de nós. O susto pode até nos derrubar, sem contar que as crianças ficam com medo”, relata uma moradora do centro. Muitos projetos para solucionar a questão foram apresentados nas eleições de 2020 e agora a população aguarda uma solução para o problema.