Ultimas Notícias

01 janeiro 2021

PONTO DE VISTA: ANO NOVO E A LUTA CONTINUA

O ano de 2020 foi embora, mas infelizmente não levou consigo o novo Coronavírus. Levou sim, inúmeras vidas em todo o mundo, longe e perto de nós. Levou muita prepotência e soberba. Foi o ano que mostrou nossa fragilidade, que o dinheiro, o poder, o status social, a beleza, a raça, a idade e a inteligência não são suficientes para salvar alguém de um inimigo invisível, que colocou toda a humanidade no mesmo patamar. Morreu quem não teve atendimento médico suficiente e quem estava internado no melhor hospital do planeta.

O mundo parou e ninguém esperava por isso, pelo menos nesta década. Profissionais tiveram que se reinventar, governos foram obrigados a mudar todo o planejamento feito para 2020, famílias tiveram que se trancar em casa e a máscara facial saiu das salas de cirurgia e virou acessório obrigatório para todos. 2020 não é um ano para se esquecer, mas para ficar na lembrança como aprendizado de que tudo é passageiro e que devemos estar preparados para mudanças radicais e perdas definitivas.

Sabemos que no início de cada ano é comum o sentimento de renovação, de recomeço e vida nova, mas a virada não passou uma borracha em tudo. O vírus não foi embora, a vacina ainda não chegou para nosso país e continuamos vulneráveis a essa doença, que já vitimou quase 2 milhões de pessoas no mundo. Devemos continuar o combate, ajudando-se mutuamente, tendo empatia e preocupação com os mais vulneráveis e não achar que a Covid-19 é problema somente dos outros.

Para alguns a pandemia é exagero, um “plano” para alavancar a economia de alguém, um histerismo exagerado e que os números são manipulados, mas é fato que o vírus existe, se prolifera rápido e tem vitimado muita gente e isso já é suficiente, na minha opinião, para tomarmos todos os cuidados necessários e possíveis. Não dá para deixar pra lá e depois perceber que de fato o perigo era real e imediato. Como sempre digo, prefiro exagerar no cuidado e não sofrer no corpo e na consciência.

Tenho fé em Deus de que passaremos por mais essa etapa difícil, assim como a humanidade já passou por outras inúmeras no passado. Mas será sem cicatrizes? Não mesmo, infelizmente, porém é preciso confiar de que tudo na vida é assim e devemos honrar os que se vão, fazendo do mundo um lugar melhor no futuro. Que a vacine chegue logo, que possamos nos abraçar, descartar a máscara e continuar a vida, não como antes, mas melhores. Feliz Ano Novo!!!!

Erivelton Mendes