Ultimas Notícias

22 novembro 2020

MULHERES NÃO CONSEGUEM SE ELEGER E CÂMARA DE ITALVA CONTINUA SÓ COM HOMENS

Candidatas de Italva obtiveram 13,2% dos votos

Mais uma vez os eleitores de Italva mantiveram o legislativo 100% masculino para a próxima legislatura. Apesar de boa representatividade neste ano de 2020, as mulheres não conseguiram se eleger. Em 34 anos como município e agora dez eleições, somente duas mulheres conseguiram uma cadeira até hoje; Marilza Caputo e Professora Nádia. 

Nestas eleições de 2020, a mulher mais votada foi Verônica Madureira (PL) com 189 votos. As outras candidatas que superaram a marca dos 100 votos foram Lúcia do Morro da Caixa Dágua (PL/181 votos), Ana Lúcia do João do Bruno (Patriota/144 votos), Professora Andrea (MDB/117 votos), Do Carmo da Farmácia (PSC/104 votos) e Jackeline Lopes (Podemos/101 votos). 

Apesar das inúmeras campanhas que incentivam as mulheres a se envolverem mais diretamente com a política e da existência de uma cota mínima para a ala feminina, partidos em Italva ainda relatam dificuldades em encontrar lideranças femininas que queiram se candidatar. Mas o índice não é exclusividade da cidade. As mulheres ocupam hoje baixos percentuais de vagas nos cargos eletivos no Brasil. São apenas 16% no Congresso Nacional, embora sejam mais da metade da população e da força de trabalho na economia.