Ultimas Notícias

16 agosto 2020

PRÁTICA DE CICLISMO AUMENTOU DURANTE A PANDEMIA DE CORONAVÍRUS

Em Italva muitas pessoas aderiram ao esporte

O ciclismo é um esporte que vem crescendo nos últimos anos e, devido à pandemia do coronavírus, observou-se um aumento significativo da sua prática em diversos estados e cidades. Isso deve-se ao fato de que, além do ciclismo ser uma atividade extremamente prazerosa e feita ao ar livre, alia a possibilidade de ir a lugares diferentes e mais afastados, de ser praticado em família e em ambientes naturais. Por estes motivos ele acaba sendo muito positivo para a saúde física e mental do indivíduo.

Em algumas cidades grandes o ciclismo tem servido também como opção de meio de transporte, sendo uma alternativa para evitar aglomerações, ao contrário do que sempre acontece em transportes públicos, como indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Apesar de contribuir para o isolamento, o ciclismo não elimina a necessidade do uso de máscara, principalmente se for praticada em grupos, como medida para diminuir o risco de acometimento pelo Covid-19.

Segundo Israel Cordeiro, responsável pelo Grupo Italva Bike, que hoje já integra cerca de 70 pessoas, o uso da máscara na prática esportiva é difícil, mas que os ciclistas tem o costume de usar quando estão juntos e que tiram apenas para as fotos ou durante a prática. Disse também que costumam fazer o distanciamento e tomar os cuidados necessários neste período de pandemia. "Na medida do possível usamos a máscara sim, principalmente em áreas urbanas. Também tomamos todos os cuidados necessários para não disseminar vírus", disse.




Prevenção de dores e lesões por sobrecarga.
“É bem provável que pessoas que já praticam o ciclismo há bastante tempo, já tenham vivido algum momento de dor ou desconforto após pedalar. As regiões mais frequentemente implicadas são a coluna e os joelhos, sendo alguns fatores os mais associados às dores: a má postura na bicicleta, fraquezas musculares ou mesmo excesso de treinamento.

Para prevenir essas dores, corrigir a postura é fundamental, além de realizar um treinamento orientado dos grupos musculares que são fundamentais para o pedal, contando com um profissional que te oriente nos seus treinos e possa te ajudar a pedalar melhor”, orienta o Dr. Samuel Lopes, médico ortopedista, especialista em cirurgias do joelho e trauma do esporte. Membro efetivo da sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT), Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ) e da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte.

Se você ainda não experimentou, fique sabendo que por ser tão completo quanto a caminhada, o ciclismo é muito indicado para combater o sedentarismo e possui inúmeros benefícios, dentre eles: Fortalecer a musculatura; Auxiliar na saúde do coração; Reduzir os stress; Melhorar a respiração e andar no equilíbrio. Vale lembrar também que a OMS recomenda que toda pessoa pratique 150 minutos de atividade de intensidade leve a moderada por semana para ter benefícios para a saúde em geral. Fonte: O Diário Carioca/Folha de Italva/Fotos: Redes Sociais