Ultimas Notícias

05 fevereiro 2020

FORÇA TAREFA DA PREFEITURA DE ITALVA AMENIZA TRANSTORNOS CAUSADOS PELA ENCHENTE NA CIDADE


Mesmo antes das inundações, a Defesa Civil de Italva já estava em atenção devido ao aumento no volume do Rio Muriaé e a previsão de chuva em toda a região. A inundação chegou e rapidamente a Prefeita Margareth Soares instalou um Gabinete de Crise para envolver todas as equipes do Governo Municipal no atendimento aos afetados pela enchente e pela chuva, que caiu torrencialmente durante dois dias na cidade.

Uma força tarefa envolvendo servidores de todas as secretarias foi criada e os trabalhos correram 24 horas, mesmo aos finais de semana. Primeiro foi feita a retirada das famílias e seus pertences. Algumas foram instaladas em colégios do município onde receberam abrigo, água, alimentos e assistência psicológica. Quem precisou fazer mudança ou levantar móveis teve o auxílio de servidores do município. Durante o período de cheia, uma equipe comandada pela Secretaria Municipal de Assistência manteve as famílias atingidas assistidas em suas necessidades básicas.


Na Defesa Civil o atendimento funcionou 24 horas e toda a demanda solicitada foi gradativamente atendida. Devido a falta de água nas torneiras após um problema na Cedae, a prefeitura disponibilizou carros pipas para abastecer as caixas d´água dos cidadãos, em um trabalho que amenizou o problema até a normalização do abastecimento da rede. A Secretaria de Agricultura e Estradas Vicinais colocou máquinas para consertar diversas vias que foram destruídas pela chuva e abrir caminhos para que o morador do campo e o produtor rural possam passar normalmente e sem perigos.


Um sistema de comunicação foi montado e manteve a população informada todo o tempo nas redes sociais e através de propaganda volante, passando a situação do nível do rio e previsões de chuva entre outras informações pertinentes. Com recursos próprios, a prefeitura adquiriu colchões, kits de limpeza, cestas básicas, quentinhas entre outros materiais e de forma controlada e registrada vem entregando aos prejudicados pela enchente. Com a descida da água, servidores começaram a retirada da lama e a limpeza das ruas mais atingidas. Parcerias foram feitas e a cidade começou a receber ajuda externa e foram enviadas garrafas de água mineral e colchonetes. Também houve doação de roupa de cama e fraldas descartáveis. 

A Prefeita decretou Estado de Emergência que já foi homologado pela União, após apresentação de relatório detalhado de todos os transtornos e estragos causados pelas chuvas e pelo transbordamento do rio. O início das aulas na rede municipal foi adiado e o carnaval cancelado. A Guarda Municipal também atuou direto controlando o trânsito no centro e bloqueando ruas alagadas.


672 famílias foram atingidas, totalizando 2688 pessoas, somando desabrigados, desalojados e ilhados. 142 famílias ficaram desalojadas em uma total de 579 pessoas que foram pra casa de amigos ou parentes. Já 19 famílias que ficaram desabrigadas foram para os abrigos da escola Glycério Salles, Ibamita, Assembleia de Deus, Creche anexa a Escola Usina de São Pedro e Clube de São Pedro em São Pedro Paraíso, todos com assistência direta da prefeitura.


Segundo a Prefeita Margareth Soares, o município continua em Estado de Atenção e continuará com o gabinete de crise ativo até que todos os problemas sejam sanados e a cidade volte a sua normalidade total. “Quero agradecer imensamente todos os servidores que foram incansáveis durante esta enchente, merecem todo o nosso reconhecimento. Funcionário valorizado e satisfeito trabalho com afinco e mais atenção em um momento como esse e fico feliz que conseguimos amenizar os problemas causados pelas cheias do rio”, disse Margareth.

A atuação dos funcionários da prefeitura foi inclusive elogiada pela maioria dos vereadores na sessão de abertura do ano de 2020 após o recesso parlamentar. É sabido que leva um tempo para que tudo seja colocado em seus devidos lugares, mas já é certo que o pior já passou. Departamento de Comunicação da Prefeitura de Italva