Ultimas Notícias

29 julho 2019

DIOCESE DE CAMPOS REGISTRA QUINTO CASO DE ATAQUE A IGREJAS EM 20 DIAS

Outra igreja administrada pela Diocese de Campos foi alvo de arrombamento, na madrugada da última sexta-feira (26/07), na localidade de Bugalho. Desta vez, o caso aconteceu na Capela de Nossa Senhora do Carmo. Apesar dos danos materiais, nada foi furtado. Este é o quinto registro de ações de vandalismo contra igrejas em Campos em apenas 20 dias. Segundo membros da comunidade, criminosos quebraram o vidro da janela lateral e conseguiram abrir a porta. Eles quebraram um crucifixo e trocaram de lugar o sacrário (lugar em que ficam armazenadas as hóstias). 

O bispo da Diocese, Dom Roberto Ferrería Paz, tem demonstrado preocupação em relação aos casos recentes. Ele pede que as comunidades nas quais as ações têm ocorrido auxiliem no trabalho de investigação da polícia e no reforço à segurança. — Todos nós, fiéis, devemos também colaborar com as investigações e também, na medida do possível, construir, com toda a comunidade, um esquema de segurança para todas as igrejas, não só as nossas. O que não podemos permitir é que a intolerância religiosa e furtos patrimoniais tomem conta, nos ameacem e nos intimidem, porque as nossas liturgias são defendidas pela nossa Constituição e o culto a Deus é um direito de todos. Vamos nos empenhar para realmente dar uma solução, para, assim, podermos caminhar juntos e ser uma sociedade cada vez mais justa, mais fraterna — afirmou.

O primeiro caso de ações contra igrejas da Diocese aconteceu no dia 6, em Bom Jardim, na zona rural de São Francisco de Itabapoana. A Capela Santa Luzia foi arrombada e furtada. Do local, foram levados violão, lâmpadas e materiais litúrgicos. Já no dia 9, a Igreja Nossa Senhora da Penha, no distrito de Tocos, também foi arrombada. Criminosos furtaram uma pequena quantia em dinheiro após revirarem o local. No dia 17, o alvo foi a Igreja Matriz São José do Avahy, em Itaperuna. A porta do salão paroquial foi arrombada e o sistema interno de segurança, destruído. Da unidade, foi furtado um violão. Dois dias depois, no dia 19, o furto aconteceu na Igreja Matriz de Cristo Ressuscitado e Nossa Senhora da Penha, na localidade de Conselheiro Josino. Ladrões levaram coroas de imagens e reviraram armários. Fonte: Folha 1