Ultimas Notícias

09 janeiro 2019

SAÚDE DETERMINA PRIORIDADE NA DISTRIBUIÇÃO DE REPELENTES EM ALGUMAS REGIÕES, ITALVA ESTÁ INCLUÍDA


A Secretaria de Saúde do Estado determinou as prioridades na distribuição de repelentes agora no verão, época em que há aumento de casos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypt (dengue, chicungunya, zika e febre amarela) na Região Sudeste. Os produtos foram repassados pelo Governo Federal para que o Estado encaminhe aos municípios. As gestantes acompanhadas pelo Sistema Público de Saúde estão entre os principais grupos prioritários para o recebimento do produto, visto que o vírus da Zika pode provocar danos sérios ao feto. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro de segunda-feira (07/01).

Outros fluminenses que estejam em vulnerabilidade social, epidemiológica ou ambiental também terão a preferência para receber os repelentes: pessoas que morem em área de risco de transmissão de febre amarela e que tenham contraindicação à vacina; moradores e agentes comunitários de saúde em locais de alta incidência do mosquito; e regiões do estado já mapeadas com muitos casos de doenças causadas por arbovírus.

Veja as regiões prioritárias para receberem os repelentes:
Baixada Litorânea – Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio das Ostras, São Pedro D’ Aldeia e Saquarema.
Região Metropolitana – Belfort Roxo, Duque de Caxias, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti, Seropédica, Rio Bonito e Silva Jardim.
Região Norte – Conceição de Macabu, Cardoso Moreira, Quissamã e São Francisco de Itabapoana.
Região Noroeste – Bom Jesus de Itabapoana, Cambuci, Italva, Miracema, São José de Ubá e Varre-Sai.
Região Serrana – Santa Maria Madalena.