Ultimas Notícias

05 fevereiro 2018

PREFEITO DE CARDOSO MOREIRA TEM CELULAR CLONADO

O prefeito de Cardoso Moreira Gilson Siqueira informou, na última quinta-feira (01/02), que teve o celular clonado. A notícia foi dada através das redes sociais da Prefeitura de Cardoso Moreira. Gilson explica em nota que descobriu que seu telefone foi alvo de clonagem. “Hoje, 1 de fevereiro, tive o meu número de celular clonado. Tomei conhecimento disso após familiares e secretários do nosso município entrar em contato comigo informando que eu estava enviando mensagens via WhatsApp solicitando dinheiro através de transferência bancária. Já entrei em contato com a operadora do meu celular e tudo já foi resolvido, segundo me informaram. Mas não poderia deixar de fazer este comunicado aqui, para terem conhecimento. Fui informado pela polícia que outras pessoas estão tendo seus telefones clonados, inclusive meu amigo Severiano Antônio Rezende, prefeito de Natividade, também foi vítima de golpistas na semana passada", publicou o prefeito.

Como funciona o golpe

Estelionatários estão utilizando o aplicativo WhatsApp como principal ferramenta para aplicar um novo golpe na praça. Eles clonam celulares e através das informações do aparelho, utilizam o aplicativo para pedir dinheiro para pessoas próximas aos proprietários. O golpe tem duas vítimas, a que tem o celular clonado e a outra que é lesada financeiramente. Segundo a polícia, para aplicar o golpe, o criminoso entra em contato com um amigo próximo ou um parente da vítima que teve o celular clonado, perguntando se a pessoa tem acesso ao banco via computador ou celular.

Diante da resposta afirmativa, o golpista pede ao amigo que faça uma transferência de urgência, com a promessa de devolver o dinheiro em espécie. Ele passa o número da conta em que o dinheiro deve ser depositado para concretizar o crime. As vítimas acabam acreditando na situação, uma vez que o pedido vem direto do número de telefone da pessoa conhecida.

Até mesmo pessoas mais esclarecidas acreditam na fraude, por estarem vendo foto da pessoa e o histórico de conversas anteriores. Como o criminoso tem acesso aos dados do telefone, incluindo as mensagens trocadas pelo aplicativo, ele tem a noção exata sobre o que as vítimas conversam e como se relacionam. Isso possibilita que ele seja ainda mais convincente na abordagem. Para evitar cair no golpe, a polícia orienta que antes de fazer qualquer transação bancária a pedido de um parente ou amigo, a pessoa entre em contato por telefone ou pessoalmente com que está fazendo o pedido. Fonte: Conexão Cardosense