Ultimas Notícias

23 agosto 2016

RIOS DO ESTADO PASSAM A CONTAR COM TECNOLOGIA EUROPEIA QUE MONITORA QUALIDADE DA ÁGUA

Rio Muriaé em Italva - Foto: Gilmar Sana
Rios do estado passam a contar com tecnologia europeia para o monitoramento da qualidade da água e mapeamento de áreas com níveis críticos de poluição. Quatro estações de monitoramento da qualidade da água foram instaladas nos municípios de Nova Friburgo (Rio Grande), São Fidélis (Dois Rios), Campos dos Goytacazes ( Paraíba do Sul) e Italva (Rio Muriaé). Os equipamentos, de alta precisão, são os primeiros no estado a funcionar de forma automatizada, além de fornecerem dados mais complexos e em tempo real.

A instalação dos instrumentos de monitoramento é uma ação piloto do projeto Intecral (Integração de Ecotecnologias e Serviços para o Desenvolvimento Rural Sustentável), parceria do programa Rio Rural, da Secretaria de Agricultura, com o governo da Alemanha. Há três anos, pesquisadores viajam ao interior para propor soluções que respeitem o meio ambiente. No caso da água, a opção foi pela instalação das estações. Os equipamentos, que representam investimento de R$ 500 mil, foram desenvolvidos por empresas alemãs e doados ao Governo do Estado.

As estações funcionam de maneira simples. Sensores (pequenos bastões de quase 25 centímetros) fazem a medição dos indicadores e são encaixados em uma sonda, que fica mergulhada na água. Ela se liga a uma caixa receptora, em terra. Todos os fios são protegidos por tubulação de aço para evitar que sejam danificados. Os dados são atualizados de hora em hora e enviados para um servidor na Alemanha. Um software processa as informações, transformando-as em relatórios que podem ser acessados pela internet. "As estações fortalecem as ações sustentáveis que já desenvolvemos em conjunto com os produtores", explicou o secretário de Agricultura e Pecuária do Estado, Christino Áureo. Ascom