Ultimas Notícias

09 outubro 2015

COM BOA AVALIAÇÃO, ITALVA FICA ENTRE OS MELHORES DO ESTADO NO IOEB


Italva é o 4° município da região noroeste e o 7° do estado com as melhores condições do ensino básico. A constatação é do Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (Ioeb), levantamento inédito sobre o aprendizado em todo o país. Campos dos Goytacazes tem a pior nota entre todos os municípios do Norte e Noroeste. Cardoso Moreira também aparece mal na lista, só ficando à frente de Campos na região.

O novo indicador é fruto de estudo do Centro de Liderança Pública (CLP), com apoio das fundações Roberto Marinho e Lemann e do Instituto Península. Além de considerar a nota do Ideb, o índice se baseia em critérios como escolaridade de professores e taxa de atendimento na educação infantil. “A ideia é mostrar qual seria a situação de um aluno se estivesse no município “A”, em vez do “B”. Na verdade, é um indicador que agrega vários outros indicadores com o objetivo de aferir a qualidade educacional”, diz Reynaldo Fernandes, ex-presidente do Inep (instituto do Ministério da Educação que faz avaliações do ensino) e um dos autores do recém-lançado índice. Mas ele faz um alerta: “Nenhum indicador é receita de bolo. Todos são termômetros. O importante é que levem a uma mobilização”, frisou.

No ranking dos estados, o Rio de Janeiro não foi bem: entre os 27, ficou em 15º. Entre os 25 melhores municípios brasileiros, nenhum é do Rio. Mesmo insatisfeito com o resultado, o secretário estadual de Educação, Antonio Neto, elogiou a criação do Ioeb, que reúne as escolas públicas e particulares num mesmo índice. “É positivo para a sociedade ter um indicador que está focado numa região. Embora o Rio tenha avançado na educação nos últimos anos, o Ioeb mostra o nosso desafio de superar desigualdades. O objetivo é entender as dificuldades e virtudes de cada região”, diz.