Ultimas Notícias

15 janeiro 2015

PREFEITURA DE ITALVA SEGUE EXEMPLO E ADOTA MEDIDAS EM TEMPO DE CRISE

Após anúncios de cortes nos orçamentos por parte do Governo Federal e do Governo do Estado, a diminuição no repasse dos royalties do petróleo, ICMS e FPM, a prefeitura de Italva, assim como está fazendo todas as prefeituras, está cortando todos os gastos possíveis. Nesta última segunda-feira (12/01) e terça-feira (13/01), o Prefeito Leonardo Guimarães chegou às 06:30 horas e permaneceu até às 18 horas trabalhando sobre planilhas de despesas e redução de custos. Na semana passada, em reunião com seu secretariado, ficou acordado novo horário de expediente de 7 às 13 horas a fim de racionar, exceto os serviços de emergência, conforme já adiantamos aqui.

EFEITO CASCATA
As contas públicas do Governo Federal estão dando sinais de grandes proporções e, a partir daí, já foi anunciado corte de R$ 100 bilhões para o orçamento de 2015, em nível nacional e isso afetará todos os municípios, alguns em maior e outros em menor proporção. E como Italva não ficará de fora deste quadro, algumas medidas serão tomadas.

QUEDA NOS ROYALTIES DE ATÉ 65%
O governo do estado do Rio de Janeiro está estudando um plano para ajudar municípios que perderão parte de sua arrecadação por causa da queda do preço do barril do petróleo. O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) não quis antecipar que tipo de ação está sendo planejada, mas afirmou que a proposta será levada ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em abril ou maio. Cidades maiores, como Campos, podem perder 30% da arrecadação, mas Pezão destaca que, em alguns casos, a queda ficará em torno de 65%.