Ultimas Notícias

03 agosto 2013

USINA DE RECICLAGEM INSTALADA EM ITALVA NUNCA FUNCIONOU E RETRATA ABANDONO

Reciclagem já é um assunto constante no dia a dia dos brasileiros, mas ainda é mais conversa do que ação. No Brasil se recicla somente cerca de 2% de todo o resíduo produzido pela população urbana. Especialistas dizem que esse número tem que aumentar, já que a produção de lixo só aumenta a cada ano. Segundo estatísticas, cada brasileiro produz de 600 gramas a 1 quilo de lixo por dia. Se este número for multiplicado pela população de Italva, os números assustam. Cerca de 9 toneladas de resíduos são produzidos na cidade do kibe diariamente. Todo o lixo recolhido é depositado em um lixão à céu aberto no interior do município e em breve estará sendo levado para um aterro sanitário que está sendo instalado em Pureza.










Desde agosto de 2010, a nova Política Nacional de Resíduos Sólidos, lei federal nº 12.305/2010, impôs ao setor público e privado uma nova maneira de lidar com a produção de produtos, serviços e a destinação final dos resíduos sólidos. Técnicas como coleta seletiva, reciclagem e logística reversa formam a base desta estrutura, que se fortalece no conceito de responsabilidade compartilhada, modelo de obrigações que reúne todos os elos da cadeia produtiva. Italva já havia saído na frente com a construção de uma Usina de reciclagem. A usina foi instalada no município com o objetivo de reciclar os resíduos, minimizando o problema do lixo, e criando novas vagas de emprego.










Porém o empreendimento nunca funcionou. Após anos de abandono, a usina foi saqueada e invadida pela vegetação (fotos). No início a prefeitura mantinha guardas no local, mas já faz anos que ninguém vigia o local. Para quem passa pela estrada constantemente, fica o sentimento de revolta com o desperdício de dinheiro público. Agora a população renova sua esperança de que o novo governo da cidade possa fazer a diferença e voltar suas atenções a essa questão tão importante nos dias de hoje. Fotos: Foto Gilmar